Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

no souvenir

no souvenir

O Algarve que me encanta

Lembro-me bem da primeira vez que fui ao Algarve. Ao contrário de muitas pessoas, a região mais a sul de Portugal não faz parte das minhas memórias de férias infantis e em família. Por ter vivido a minha infância no Brasil, só conheci o Algarve quando comecei a passar férias com amigos. Uma ótima altura para explorar esta costa dourada e ensolarada.

 

Desde então, daquela primeira vez em que ficamos a acampar na Costa Vicentina e, depois, em Ferragudo, tenho voltado ao Algarve com regularidade. Não é um destino anual, mas também não consigo ficar muito tempo longe daquelas falésias e arribas que recortam o mar de uma maneira tão bela e singular.

 

Foi mesmo esta singularidade que me conquistou. Caminhar pelas falésias e avistar Sagres, descobrir praias só acessíveis de barco, apreciar estes castelos naturais, esculpidos pela água e pelo vento. Tanto mar, tanto azul. O Algarve é, acima de tudo, isso. Depois, claro, há o turismo de massas, as cidades maltratadas, a construção desordenada, as estradas esburacadas e a confusão das praias mais concorridas.

 

Mas, antes disso, há as cidades e as vilas charmosas, o peixe fresco grelhado, a simpatia e o sotaque delicioso dos algarvios. Há o descanso nas praias com pouca gente (sim, elas existem), há o mergulhar no mar para descobrir os seus segredos. As verdadeiras noites de verão e o sol tão quente logo ao acordar. Há um mar de cores cristalinas que me conquista a cada olhar.

 

Este ano não foi diferente, durante uma semana, ainda em julho, dediquei-me a arte de ir para a praia sem preocupações, apanhar banhos de sol, ler, nadar, comer e dormir. Ações que dão o verdadeiro sentido à palavra férias. Apanhei dias perfeitos de verão, com calor e um mar que era uma piscina em tons de verde e azul. A água não estava geladíssima, mas também não se pode dizer que estava quente. Refrescante e boa, para quem, como eu, não tem "medo", e até aprecia bastante, um mergulho em águas mais frias. Este é o Algarve que me encanta e, por isso, deixo aqui um registo fotográfico de um roteiro possível pelas praias por onde andei este ano.

 

11709807_10207490911300734_3348898360064412838_o.j

 Praia do Carvalho (Lagoa)

11698982_10207497922916020_1982304546940733475_o.j

 Praia da Marinha (Lagoa)

11709669_10207478445989109_324145948669742699_o.jp

 Praia do Molhe (Ferragudo, Lagoa)

11700777_10207505641148971_1312403856726026330_o.j

 Senhora da Rocha e Praia Nova (Lagoa)

11221391_10207464044829089_8762188048296889924_o.j

 Praia de Caneiros (Ferragudo, Lagoa)

IMG_6119.JPG

 Praia Nova (Lagoa)

14 comentários

Comentar post