Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

no souvenir

no souvenir

Natal nos teus olhos

Já é Natal
e ainda ontem estava calor
Já é natal
e ainda ontem corria descalça no jardim
sentia o roçar da relva nos meus pés
encantava-me com os fins de tarde de dezembro
tinha férias (e sonhos) intermináveis

Já é natal
e ainda ontem ajudava a minha avó
a enfeitar o pinheiro
com bolas de vidro que se partiam quase com
um sopro

É Natal
e já não há calor, relva, férias
Mas lá no fundo dos teus olhos
o brilho permanece
estilhaço de uma bola que não se perdeu na poeira dos anos